sábado, 29 de novembro de 2008

As Noivas de Chuck

Fotos da feira de antiguidades de brinquedos em Longueuil, proximo a Montreal. No destaque, imagens aterrorizantes de bonecas que mais lembram o filme "As Noivas de Chuck".

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

HQ


Fomos jantar em um restaurante japonês e Nathalie me fez uma surpresa: cantou Joyeux Anniversaire (versao francesa para Parabéns Pra Voce) e me deu de presente este livro de HQ. Sao historias em quadrinhos de um rapaz e sua vida em Paris, tendo como pano de fundo questoes atuais, como informatica, musica de rua, sexo, kebab, Mireille Mathieu, enfim, aspectos da realidade francesa. Vou ler e depois conto detalhes. Merci Nathalie!

Recadinhos de Parabéns

Queridos e queridas, obrigada pelos recadinhos de parabéns enviados por email, para o blog, por telefone e todos os demais canais virtuais. Adorei!

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Para Nao Fugir do Contexto

Sei que o principal objetivo desse blog é contar minhas impressoes de viagem e acho que nao tem nada a ver mudar radicalmente o foco. Dai que para nao fugir muito do contexto, decidi publicar esse post da seguinte maneira: amanha, 28 de novembro, sera meu primeiro aniversario em Montreal. Assim, continuo dentro do tema e, de quebra, aproveito o embalo para falar de assuntos indiretamente ligados, mas nao menos relevantes.
Nao ia falar nada, tinha optado por ficar na minha, porque se você toca no assunto, fica parecendo que esta desesperada para que se lembrem da data (nao é o caso de quem vos escreve). Mas nao aguentei e passei por aqui so para deixar antecipadamente esse registro(assim ninguem se esquece do dia), pois acho aniversario uma data importante e como esse ano nao vou comemorar com os amigos, quebrei o protocolo. Pronto, falei.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Musica para Aquecer


Le Meilleur des Mondes
- Tété

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Pantufas

E por falar em neve e botas impermeaveis, minha locataria acaba de me dar esse par de pantufas que vocês vêem na foto acima. Aqui, existe o habito de tirar os sapatos quando se entra em casa, especialmente no inverno, quando o gelo cola na sola dos sapatos. Recentemente, fui a uma festa (e nem era inverno ainda) em que a maioria dos convidados ficava de meia no apartamento, conversando, bebericando, andando de la para ca. É um pouco estranho e chato, para dizer a verdade. Mas, fazer o que.

Tapete Branco

Hoje nevou praticamente o dia todo. Nao houve nenhuma grande tempestade, mas como marinheira de primeira viagem que sou, o pouco que vi foi suficiente para perceber que o frio diminui quando ha neve. Porém, as atividades corriqueiras ficam um pouquinho mais complicadas. Talvez seja a falta de pratica. Mas, até agora, tudo perfeitamente suportavel.



















Fotos do quintal de casa às 17h45. Com a aproximaçao do inverno, começa a escurecer por volta das 16h. Na primeira foto, destaque para as minhas pegadas com as botas de inverno que comprei e hoje descobri que nao sao tao impermeaveis assim. Para amanha, a previsao é de mais neve ou chuva. No momento, os termômetros marcam 2 graus, mas a sensaçao térmica é de -3 graus.

120 dias


Hoje faz 120 dias que estou em Montreal. O tempo voa!

Fotos do Vieux Montréal no domingo (23/11). O frio do final de semana espantou os turistas.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Vale das Lagrimas ou Carrossel da Alegria

Pode ser o inferno astral ou talvez a sindrome dos quatro meses em Montreal. Fato é que desapareci do blog na ultima semana porque simplesmente foi acometida por uma confusao de sentimentos que se acentuou com a espera por respostas. Uma mistura de tédio, impaciência, saudades de casa, das pessoas, duvida, questionamentos, solidao, silencio, insegurança. Enfim, um pouco de tudo.
Mas, como nem tudo é um estado permanente de vale das lagrimas ou um carrossel de alegria desmesurada, quero acreditar que devagar tudo se encaixa. Pelo menos essa é a sensaçao que tive hoje quando, ao acordar, finalmente recebi a resposta de que tinha sido aprovada no teste para o curso que pretendo fazer e cuja ultima etapa sera amanha, com uma entrevista marcada para às 13h30.
Melhor do que receber a noticia de que passei na prova escrita (os testes de logica e matematica me deixaram insegura), foi saber que a coordenaçao do curso aceitou fazer a tal entrevista mesmo sabendo que ainda nao tenho o documento de avaliacao comparativa de estudos, fornecido pelo ministério de imigraçao do Quebec. Uma das condiçoes basicas para seguir no processo seletivo é apresentar, no momento da entrevista, os documentos originais. No meu caso, porém, eles ficarao prontos somente daqui a duas semanas.
Fiz tudo, absolutamente tudo para acelerar o processo e meu grande temor era justamente perder a vaga por conta de um papel. Afinal, somente teria outra chance de passar pelo mesmo processo em setembro de 2009! Felizmente, analisaram meu caso e abriram uma exceçao.
Ainda resta a ultima fase e nao dei a causa por vencida, mas desde ja foi um alivio saber que continuo na disputa e se for reprovada, pelo menos nao sera por conta de um papel. Dai que recuperei o ânimo e até peguei o metrô para o trabalho ouvindo uma musica mega dançante para festejar a semana que começou com boas noticias.
No mais, também consegui marcar outra entrevista, desta vez no consulado americano. Ja estou com toda a papelada pronta e, caso seja aprovada, disseram-me que o visto sai dois dias depois. Se o prazo for esse mesmo, conseguirei passar o Natal em Nova York com minha amiga Ale. Vamos aguardar. Vai que os americanos me acham com cara de japonesa kamikaze ou chinesa muambeira e negam o visto. Nunca se sabe, torçam por mim!
Ah, esqueci de acrescentar uma informaçao importante entre todos os avanços que fiz nos ultimos dias: finalmente comprei uma touca! Nao se trata daquele modelo que você nao tira da cabeça nem na hora de tomar banho porque simplesmente ficou parecendo a Miss Canada. Mas como a touca esquenta as minhas orelhas, entao, esta valendo.

sábado, 22 de novembro de 2008

Touca de Presidiaria

A sensaçao térmica por aqui é de 14 graus negativos, embora os termômetros marquem - 7 graus. Dai que sai para comprar uma touca, mas voltei para casa de maos vazias porque so encontrei modelos caros e que nao me agradaram. Sem contar que experimentei de todos os tipos e sempre me acho com cara de presidiaria. Vamos ver até onde suporto as orelhas congeladas e aquela impressao de que elas vao quebrar.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Das Coisas Que Sinto Falta Do Brasil

Sabe do que mais sinto falta do Brasil nesses três meses e meio que estou em Montreal? Dos amigos, é claro, e das verduras, frutas, sucos naturais e do café. Pois é, parece bobagem, mas tem gente que adora chocolate e sente falta de coisas aparentemente muito mais indispensaveis. No meu caso, gosto bastante dessas quatro coisas e pelo menos por enquanto sao elas que atiçam meu desejo. Hoje, por exemplo, acordei com uma vontade incrivel de comer mamao, minha fruta predileta e da qual nao abria mao no café da manha. Mais tarde, fui encontra-la somente num mercadinho oriental a algumas ruas de onde moro. Ok, entendo que ha grandes mercados de hortifruti e de um modo geral encontra-se tudo por aqui. Mas me refiro mais à fartura, aos cheiros e gostos diferentes das frutas, da facilidade de encontrar um pé enorme de rucula ou couve manteiga no mercadinho do lado de casa ou convidar um amigo para jogar conversa fora ao sabor daquele cafezinho de verdade -forte, cheiroso, e nao a versao cha de meia que vendem por aqui -, logo ali, na esquina. E, melhor ainda, tudo tao baratinho!!! Também nao poderia deixar de incluir na minha lista da saudade um item fundamental para a existência humana: as padarias. Nao, nao me refiro às boutiques de paes espalhadas por Sao Paulo. Sim, gosto delas também, mas minha memoria olfativa se lembra muito mais daquelas com um balcao, uma chapa para preparar misto quente e pao com manteiga (com um pingado, por favor!) e uma espécie de vitrine com as bandejas redondas de pizzas em pedaços, especialmente muzzarela e calabreza. Concordo que sao lugares meio sujinhos, mas confesso que as frequentava (principalmente durante a semana, nas horas de trabalho) . E quer saber, numa boa, era tudo de bom!

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Sotaque Québecois



Para quem pretende aprender o québecois, uma pequena amostra do sotaque dificil e a mistura de inglês e francês.

Entrar na Fila

Ainda estou às voltas com o curso do Cegep, a traduçao e autenticaçao dos documentos, pedido de bolsa de estudos, enfim, tudo igual ao que postei na semana passada. Razao pelo qual o meu silêncio nos ultimos dias. Por aqui, é preciso ter muita paciência e esperar, porque tudo é mais lento, tem um um ritmo proprio e um processo um pouco burocratico impossivel de se esquivar. A vantagem é que pelo visto nao ha como dar um jeitinho. Todo mundo entra na fila e espera sua vez. Menos mal. Enquanto espero, um pouco de musica.


Santa Maria - Gotan Project

domingo, 9 de novembro de 2008

Saint-Hilaire











Fotos do Mont Saint-Hilaire. Passeio que eu, Samir e Nathalie fizemos no mês passado e cujo post publiquei neste blog. Imagens de Samir, da paisagem local e de mim toda sorridente tentando mostrar o local para os amigos queridos que ha tempos me pedem fotos.

Domingo no Parque











Domingo (02/11) num dos parques distantes de Montreal (fico devendo o nome do lugar). Eu, Nathalie e Samir andamos durante um bom tempo como patos perdidos para encontrar o rio. Descobrimos que bastava cruzar a avenida, pois o parque continuava do outro lado da estrada. Enquanto procuravamos, a temperatura caiu bastante e, a despeito do dia iluminado, meus dedos dos pés começaram a congelar. Pensamos em pegar o onibus de volta e nos proteger do frio, mas felizmente avistamos o rio logo a nossa frente. Nas imagens, nossos modelinhos de inverno e a cara de choro de Nathalie simulando estar perdida no mato e desesperada com a possibilidade de morrer abandonada e congelada. E eu so ria, porque fiquei com medo de as lagrimas congelarem.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Compasso de Espera


Hoje entreguei a papelada para a admissao do curso que pretendo fazer. Na semana que vem, mais precisamente em 13 de novembro, havera a prova. Se tudo correr bem, começo as aulas em 1 de dezembro. Enquanto isso, fico no compasso de espera. Vamos ver o que vai dar.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Seis Semanas

Minha amiga Alessandra me convidou a passar o Natal em Nova York, onde mora ha alguns anos. Feliz da vida, aceitei o convite, preenchi o formulario eletronico para o pedido do visto e acessei o site para marcar a data da entrevista. Ate ai, facil. Quando finalmente cheguei ao calendario, sou informada de que somente havera novas datas disponiveis nas proximas 6 semanas!!!! Pior, dizem ainda qual o melhor horario para correr ao computador e escolher o dia, pois corre-se o risco de o planeta inteiro chegar antes de você e pegar todas as vagas disponiveis. Resumo da opera: creio que nao sera desta vez que verei Papai Noel na neve de NY City. Mas Ale, me espera que eu to chegando!

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Improvisaçao

Hoje tem match d'improvisation. Nada mais é do que três ou quatro grupos de teatro amador reunidos num bar para encenar situacoes propostas por um juri. Nao ha tempo para ensaios ou qualquer tipo de preparacao. Cada grupo recebe um desafio e entra no palco em seguida. Enfim, momento descontraçao.

Assermentation


Antes pensava que a França é que gostava de papéis de todas as cores, relatorios, formularios. Que nada! Nao sei se o mesmo vale para todo o Canada, mas aqui no Quebec, a quantidade de papéis que eles exigem quando você precisa pedir qualquer coisa é incrivel!
Veja o meu caso: estou preparando os documentos para entrar com pedido num curso e, paralelamente, preciso solicitar uma bolsa de estudos. Literalmente, tive de montar duas pastas diferentes. Caso contrario, é uma mistura de papelada de enlouquecer!
Para burocratizar ainda mais, descobri, preenchendo um dos formularios (que contém 10 paginas!) que preciso fazer uma assermentation. Trata-se de uma espécie de autenticaçao dos documentos. Nao so a palavra é nova para mim como também todo o procedimento. Como desconheço os trâmites (até onde entendi nao ha cartorios por aqui), tudo pode virar uma aventura, pois tenho de descobrir quem, onde, quando e como fazer essa tal autenticaçao. Antes, porém, é necessario traduzir os papéis, mas pelo menos para isso ja encontrei o tradutor juramentado. Dai, meus caros, haja papel, paciência e dinheiro!

Como Um Pato


Encontrei um furinho no meu mega casaco de inverno e as penas de ganso, pato, galinha, pomba estao saindo por la!!!!! Que palhacada é essa???? Eu vou voltar na loja hoje e exigir a troca, pois a vendedora falou tanto da qualidade do casaco e da garantia. Nao quero nem saber, nao vou usar um casaco e chegar ao final do inverno parecendo um pato com as penas coladas pelo corpo todo!

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Week-End

Depois de uma breve ausência, estou de volta. Deixei de postar esses dias todos porque desde sexta-feira tive varias atividades. Ha tempos nao seguia num final de semana, digamos, intenso. Nao farei um relatorio de atividades, mas teve de tudo um pouco: festa de Halloween espalhada pela cidade, pessoas fantasiadas, bailes e muita gente na rua apesar do frio.
Halloween por aqui é coisa séria, as pessoas se preparam, costuram, compram e improvisam suas fantasias e todo mundo vai para a rua. É engraçado e vale a pena sair para conferir a criativadade das pessoas. Depois, fui a um bar, o Bobard, e mais gente fantasiada ao som de musica africana e latina. Nao é o gênero musical que mais me atrai, mas pelo visto todos por aqui gostam muito.
No sabado, festa dos anos 80. Domingo, passeio num parque afastado de Montreal. Nao era muito bonito, talvez porque as arvores tivessem todas peladas por conta do frio. Entre uma coisa e outra, mais uma comprinhas para o inverno. E assim se foi o final de semana.