quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Bis

Outro dia, comentei com minha amiga Laila, brasileira que mora em Montreal há pelo menos uns 2 anos e que me recebeu logo quando cheguei aqui, que não era possível viver plenamente sem um chocolate Bis. Não sou nenhuma fissurada por chocolate, mas acho que o Bis tem um apelo emocional forte. E, detalhe, tem de ser o Bis azul, o tradicional.
Daí que Laila lembrou-se da minha frase e de volta do Brasil há algumas semanas, me presenteou com uma caixinha de Bis. Muito fofa essa Laila, viu! Claro, nao resisti, abri a caixa na hora e comi uns 3 Bis. Mais tarde, encontrei-me com Jorge e Rodrigo, amigos de Brasília. Mostrei meu presente para eles e ofereci mais Bis. Eles nao resistiram, abriram um sorrisão e comeram o Bis na hora.

Nenhum comentário: