segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Marcha

Desde que deixei São Paulo, em julho do ano passado, abandonei as atividades físicas. Nunca fui nenhuma amante dos esportes, mas há pouco mais de um ano comecei a fazer caminhadas perto de casa, no parque da Água Branca. Com o tempo, tomei gosto e passei a alternar caminhadas com corridas, além de alongamentos e alguns exercícios para tonificar o abdômen. Confesso que para uma sedentária como eu, os exercícios diários tiveram um resultado muito benéfico, especialmente porque reduziram drasticamente os sintomas da TPM e melhoraram demais minha disposição e humor. Sem contar os resultados no próprio corpo, perceptíveis depois de alguns meses de exercícios cotidianos.
Mas, ao chegar em Montreal, a coisa descambou. Com a cabeça e o espírito muito mais preocupados em dar conta de tantas informações novas, larguei de vez as caminhadas. É bem verdade que ando muito por aqui, mas nada comparado quando você realmente se concentra numa atividade física, presta atenção ao seu corpo. Passear, flanar, ajuda, mas acredito que um resultado mais eficaz acontece somente com uma prática esportiva regular.
Tudo isso para dizer que hoje retomei minhas caminhadas. Ainda não encontrei um parque que me agrade, mas as ruas de Montreal no verão são tão arborizadas e aprazíveis que estou chegando à conclusão de que mais vale a pena andar na rua mesmo e aproveitar para apreciar a arquitetura da cidade. Além disso, há a vantagem de as calçadas não serem esburacadas, permitindo que você ande com segurança e sem ter de olhar por onde pisa.
Aliás, essa é uma das vantagens de caminhar e correr, ou seja, você pode fazer em qualquer lugar do mundo, não gasta nada e, de sobra, ainda admira a paisagem, vê as pessoas, espairece. Talvez por isso nunca tenha me acostumado às academinas de ginástica, lugares fechados, barulhentos e sem nenhuma vista. Gosto mesmo é da rua! E, para inaugurar meu retorno às ruas, hoje caminhei uns 40 minutos, fiz alongamentos antes e depois da marcha e algumas séries de abdominais. Acho que por hoje está bom.

2 comentários:

Redneck disse...

La V, engraçado que comecei a caminhar há uma semana, por 30 minutos, 45 e, agora, 1:15 hora já. Mas nada que se compare com você: caminho na Paulista à noite, em meio à poluição, calçadas lotadas de pedestres, skatistas, bicicletas e camelôs. Volto com os olhos embaçados, o nariz entupido e extremamente bem-humorado, como você pode imaginar. Beijo!

La Voyageuse disse...

Red,

Eu ainda tinha a vantagem de ter o parque da Agua Branca do lado de casa. Um lugar muito gostoso que nem dava para imaginar que ao lado estava a Av. Francisco Matarazzo. Mas, havia dias que eh me jogava na Av Sumare. Ai, meu caro, mais parecia uma guerra!
Mas, nao desanime e continue a dar seus passinhos.
O parque da Aclimacao eh muito longe da sua casa?

Bjo